Google

Dicas para seu Chevette:



Confira abaixo diversas dicas importantes que todo proprietário deveria saber ao comprar seu carro, e ainda utilizar-se delas para deixar seu carro ainda mais confortável, seguro e bonito.

Veja Também:

Dicas para troca de óleo do seu Chevette, confira:

Dicas de como adaptar painel digital no seu Chevette, confira:
Dicas de como rebaixar seu Chevette com segurança, confira:
Dicas para preparação de um Chevette Turbo utilizando GM 2.4 Turbo, confira:
Dicas para manter seu Chevette em perfeito estado de conservação e funcionamento:
Lanternas:
Nunca instale lanternas traseiras ou dianteiras do pisca, que não sejam as originais de fábrica. O baixo custo das paralelas podem não compensar, pois em aproximadamente 2 meses elas estarão completamente amareladas e foscas. É aconselhavel também a utilização das novas lanternas hoje disponíveis no mercado, como no caso das lanternas traseiras e pisca da frente em acrílico. (É aconselhável que ao efetuar a troca, seja feito então a troca do par, para manter a uniformidade).
Molas e Amortecedores:
Quando é feita a troca de Molas e/ou Amortecedores, é sempre aconselhável a troca dos quatro amortecedores ou as quatro molas. Nunca deve ser feita a troca de apenas uma mola, ou um amortecedor, no mínimo deve ser feita a troca de pelo menos dois de uma só vez. Quando é feita a troca dos amortecedores e molas, é comum repararmos que o carro apresente uma deformidade. A frente do carro pode ficar muito alta, até mesmo mais alta que a traseira, quando o correto é um leve desnível com a frente mais baixa que a traseira, ou o um mesmo nível para as quatro rodas. Os mecanicos dizem que nao há problema nisso, mas se enganam. A única solução é o corte de 1/2 elo das molas dianteiras (nunca mais que isso, ou será necessário mexer também nas molas traseiras).
Rodas:
Quando as rodas originais são substituídas por aros 14 ou 15, o carro se transforma, sua já ótima estabilidade melhora muito, para muitos até perde a emoção de dirigir, pois por estar mais estável faz também com que fique mais duro, e aumenta consideravelmente o consumo de combustível. Nas curvas que era comum aquela cantadinha de pneu, nem vai mais ser notada.
Limpeza:

É necessário alguns cuidados na limpeza de seu carro, não realize o processo de lavagem sob sol intenso; dê preferência a sombras porque no sob o sol intenso a espuma seca muito rápido sobre a pintura causando manchas.

Siga algumas etapas para uma lavagem ideal:

1. Jogar água sem aditivos para remover a poeira.

2. Iniciar a lavagem utilizando xampu neutro para carro, nunca detergente.
3. Para ensaboar o carro, utilize esponja ou tecido macio.

4. Enxague e enxugue bem o carro de modo a evitar manchas sempre utilizando um tecido macio.

5. A secagem também é muito importante para evitar manchas. Seque bem!

6. Para um acabamento mais refinado, faça um enceramento manual dando preferência para as ceras que tenham teflon ou slicone, que criam uma pelicula protetora sobre a pintura. Outra alternativa são as ceras cristalizadoras que garantem bons resultados por até 6 meses, desde que o carro não seja lavado com produtos abrasivos.

7. Açúcar e Água não é pretinho e nem silicone, para os pneus passe pretinho legítimo a base de água.

8. Internamente utilize o aspirador de pó para retirada de pequenos resíduos.

9. Para as partes internas de plástico ou borracha, utilize silicone pois dará uma maior proteção.

Velas e Bobinas:
Atenção para cabos de vela e principalmente para a bobina, pois esta pode ter seu contato metálico com o cabo corroído, o que faz a ligação do cabo direto com a porcelana da bobina, fazendo com que a corrente de um salto. Isso pode parecer uma falha na alimentação de combustível (o carro fica trepidando e não desenvolve), levando a custosa e inúteis abertura de tanques, verificação de mangueiras etc.
Funcionamento para carros a Álcool:

Para um bom funcionamento é necessário reduzir totalmente a aceleração do afogador (lá no carburador), aumentando o curso da alavanca de comando no painel. Com isso o carro mostra um bom desempenho andando normalmente com o motor frio em dias de baixíssimas temperaturas. Para isso é necessário, dar a partida com o afogador puxado totalmente, e funcionando por aproximadamente cinco minutos, então reduzindo o afogador até atingir uma marcha próxima a lenta com metade do curso.

Obs: Andar com o carro frio pode danificar o motor.

Cuidados com Infiltração:

No chevette é comum observarmos infiltrações em dias de chuva. Veja alguns pontos primordiais que devem sempre ser observados. A cavidade do estepe, porque se a borracha de vedação da tampa do porta-malas se desprender, pode acumular água e provocar corrosão, visto que a água entra no porta malas e se acumula na cavidade do estepe e outros cantos. Limpar a junção de borracha do porta-malas, pois ali em especial armazena sujeiras, causando "bolhas"de corrosão.
Observar o encaixe dos logotipos 1.6 , 1.6/S, Chevrolet e Chevette. Costuma, com o passar do tempo, a infiltrar água e acumular dentro da tampa do porta-malas, resultando em uma ferrugem generalizada na tampa do porta malas. Pode-se vedar tais pinos do logotipo, internamente, com massa para calafetar.
Limpar e trocar as borrachas do tanque de gasolina de partida a frio. O abastecimento contante do reservatório provoca o acúmulo de impurezas e de gasolina não aproveitada, que podem entupir os caninhos do sistema. Os restos de tal limpeza são surpreendentes.
Costuma-se em dias de chuva perceber nos pés do carona alguns pingos de água, isso ocorre porque o sistema de escoamento de água presente abaixo dos limpadores de parabrisas tem sua saída atrás da bateria, sendo que a bateria armazena sob ela uma umidade tal, capaz de comer de ferrugem toda a lataria abaixo da bateria. A ferrugem por sua vez causa furos na lataria que faz com que quando a água seja escoada, caia toda dentro do carro, justamente nos pés do carona. É necessário a retirada da bateria e bolar um sistema de escoamento abaixo dela, de modo que a água não pare para que isso não venha a ocorrer.

Publicidade